Peru - Cuzco

  • Hotelaria
  • Serviços
  • Pacotes
  • Informações

   FD All Peru Valle Sagrado (Mercado de Pisac, Fortaleza de Ollantaytambo y chinchero) c/almuerzo Buffett.
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   FD Salineras de Maras y Moray
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   FD Tour Mistico Valle (Pisaq/Ollantaytambo/Pago a la Tierra/Chinchero) c/amuerzo
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   HD Valle Sur / Pikillacta y Capilla de Andahuaylillas + Tipón
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Valle Especial (Pisac, Ollanta, Maras, Moray y Chinchero c/ Almuerzo)
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Visita de la ciudad del Cusco
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Visita de la ciudad y Parque Arqueológico
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Visita Parque Arqueológico de Sacsayhuaman
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Traslado - TRF aeropuerto, estación de bus o tren / hotel Cusco o v.v.
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Traslado - TRF aeropuerto, estación de bus o tren / hotel Valle Sagrado o v.v.
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Traslado - TRF Cusco / Estación de Ollantaytambo o.v.v
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Traslado - TRF Cusco/Poroy o.v.v.
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Traslado - TRF hotel/restaurante/hotel
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax
   Traslado - TRF Yucay o Urubamba/Estación Ollanta or v.v.
 período regular 1 pax 2 pax 3 pax 4 - 6 pax




Cusco (do Quíchua Qusqu, em espanhol Cusco) é uma cidade no Peru situada no sudeste do Vale de Huatanay ou Vale Sagrado dos Incas, na região dos Andes, com populaão de 300.000 habitantes. É a capital do departamento de Cusco e da província de Cusco. Cusco é uma cidade de grande altitude (3400 metros acima do nível do mar). Seu nome significa "umbigo", no idioma Quíchua. Era o mais importante centro administrativo e cultural do Tahuantinsuyu, ou Império Inca. Lendas atribuem a fundação de Cusco ao Inca Manco Capac no século XI ou XII. As paredes de granito do palácio inca ainda estão lá, bem como monumentos como o Korikancha, ou Templo do Sol. Depois do outono do Império, em 1532, o conquistador espanhol Francisco Pizarro, invadiu e saqueou a cidade. A maioria dos edifícios incas foi arrasada pelos clérigos católicos com o duplo objetivo de destruir a civilização inca e construir com suas pedras e tijolos as novas igrejas cristãs e demais edifícios administrativos dos dominadores, desta forma impondo sua pretensa superioridade européia. A maioria dos edifícios construídos depois da conquista é de influência espanhola com uma mistura de arquitetura inca, inclusive a igreja de Santa Clara e San Blas. Freqüentemente, são justapostos edifícios espanhóis sobre as volumosas paredes de pedra construídas pelos incas. De forma interessante, o grande terremoto de 1950, destruindo uma construção de padres dominicanos, expôs que esta fora erigida em cima do Templo do Sol Korikancha, que curiosamente resistiu firmemente ao terremoto. Esta teria sido a segunda vez que aquela construção dos dominicanos fora destruída, sendo que a primeira vez fora em 1650 quando a construção espanhola era bem diferente. Outros exemplos da arquitetura inca são: a fortaleza de Machu Picchu que se situa no final da Estrada Inca, a fortaleza Ollantaytambo, e a fortaleza de Sacsayhuaman que fica aproximadamente a dois quilômetros de Cusco. Duas lendas indígenas atribuem sua fundação a seu primeiro chefe de estado, um personagem lendário chamado Manco Capac, junto a sua irmã e esposa Mama Ocllo. Em ambas se afirma que o lugar foi revelado pelo deus sol (Inti) aos fundadores depois de uma peregrinação iniciada ao sul do Vale Sagrado dos Incas em busca do lugar exato. Por datos arqueológicos e antropológicos estudou-se o verdadeiro processo da ocupação de Cusco. O consenso aponta a que, devido ao colapso do reino de Taypiqala produziu-se a migração de seu povo. Este grupo de cerca de 500 homens teria se estabelecido paulatinamente no vale do rio Huatanay, processo que culminaria com a fundação de Cusco. É desconhecida a data aproximada porém, graças a vestígios, há um consenso que o local onde se localiza a cidade já se encontrava habitado há 3000 anos. Porém, considerando unicamente seu estabelecimento como capital do Império Inca (meados do século XIII) Cusco aparece como a cidade habitada mais antiga de toda América. Foi a capital e sede de governo do Reino dos incas e seguiu sendo ao iniciar-se a época imperial, tornando-se a cidade mais importante dos Andes. Esta posição lhe deu proeminência e lhe converteu no principal foco cultural e eixo do culto religioso. Atribui-se ao governante Pachacuti de ter feito de Cusco um centro espiritual e político. Pachacuti chegou ao poder em 1438, e ele e seu filho Túpac Yupanqui dedicaram cinco décadas à organização e conciliação dos diferentes grupos tribais sob seu domínio, entre eles os Lupaca e os Colla. Durante o período de Pachacuti e Túpac Yupanqui, o domínio de Cusco chegou até Quito, ao norte, e até o rio Maule, ao sul, integrando culturalmente os habitantes de 4.500 quilômetros de cadeias montanhosas. Também se crê que o desenho original da cidade seja obra de Pachacuti. O plano do Cusco antigo tem forma de um puma, com a praça central Haucaypata na posição que ocuparia o peito do animal. A cabeça do felino estaria localizada na colina onde está la fortaleza de Sacsayhuaman. Os incas organizaram sua divisião administrativa de maneira que os limites das quatro regiões do império coincidissem na praça principal de Cusco. Os conquistadores espanhóis souberam desde sua chegada ao que é hoje território peruano que sua meta era tomar a cidade de Cusco, capital do império. Logo ao capturar o inca Atahualpa em Cajamarca, iniciaram sua marcha até Cusco. No caminho fundaram muitas cidades. A luta pela capital foi encarniçada porém, da mesma forma que nos demais combates, os conquistadores obtiveram a vitória. Em 15 de novembro de 1533, Francisco Pizarro estabeleceu o domínio espanhol na cidade de Cusco, estabelecendo como Praça de Armas a locação que ainda mantém a cidade moderna e que era também a praça principal durante o império inca e que se encontrava rodeada dos palácios dos soberanos incas. No lado al norte iniciou-se a construção da Catedral. Pizarro outorgou a Cusco a denominação "Cusco, Cidade Nobre e Grande" em 23 de março de 1534. Os sobreviventes do Império inca mantiveram uma luta durante os primeiros anos da colônia, em 1536 Manco Inca iniciou seus enfrentamentos e criou a dinastia dos Incas de Vilcabamba. Esta dinastia encontrou seu fin em 1572 quando o último inca Túpac Amaru I foi derrotado, capturado e decapitado. A cidade se converteu em um importante centro comercial e cultural dos Andes centrais já que se encontrava nas rotas entre Lima e Buenos Aires. Porém, a administração do vice-reinado preferiu a locação de Lima (fundada dois anos depois da tomada de Cusco, em 1535) e principalmente a proximidade desta com o porto natural que seria Callao para estabelecer a cabeceira de seus domínios na América do Sul. A cidade já é mencionada no primeiro mapa conhecido sobre o Peru. Cusco tornou-se o centro da administração do Vice-reinado do Peru no sul do país, sendo no inícios a locação mais importante, em detrimento das cidades recentemente fundadas de Arequipa e Moquegua. Sua população era principalmente de indígenas pertenecentes à aristocracia incaica a quem se respeitou alguns de seus privilégios. Também se radicaram alguns espanhóis. Nessa época iniciou-se o processo de mestiçagem cultural que hoje marca a cidade. Em 1911, partiu da cidade a expedição de Hiram Bingham que o levou a descubrir as ruínas incaicas de Machu Picchu. Em 1933 o Congresso de Americanistas realizado na cidade de La Plata, Argentina declarou a cidade como "Capital Arqueológica da América". Posteriormente, em 1978, a 7a. Convenção de Prefeitos das Grandes Cidades Mundiais, realizado na cidade italiana de Milão declarou Cusco como a "Herança Cultural do Mundo". Finalmente, a UNESCO em Paris, França declarou a cidade e especialmente seu centro histórico como "Patrimônio Cultural da Humanidade" eml 9 de dezembro de 1983. O governo do Peru, em concordância, declarou Cusco em 22 de dezembro de 1983, mediante Lei Nº 23765 como a "Capital Turística de Peru"e "Patrimônio Cultural da Nação". Atualmente, a Constituição Política de 1993 declara Cusco como a Capital Histórica do país. Desde os anos 1990s, a atividade turística tomou um especial papel na economia da cidade com a consequente ampliação de atividades hoteleiras. Atualmente Cusco é o principal destino turístico do Peru. Por sua parte a cidade mantém seu crescimiento urbano, estendendo-se atualmente também aos distritos de San Sebastián e San Jerónimo. Por sua antiguidade e importância histórica, o centro da cidade conserva muitos edifícios, praças e ruas de épocas pre-hispânicas assim como construções coloniais, o que motivou a ser declarada Patrimônio Mundial em 1983 pela UNESCO.




 
     Arequipa    Cajamarca    Chachapoyas    Chiclayo  
     Cuzco    Huaraz    Ica    Lima  
     Mancora    Nazca    Paracas / Pisco    Piura  
     Puno    Trujillo    Tumbes
 


Rua Saldanha Marinho, 374 sl 703 - Centro - CEP: 88010-450 - Florianopolis - Santa Catarina
( 55 48 ) 3224.4939 - Emergências (55 48) 99963 9100 - Toll Free 0800 482999
personal@personaloperadora.com.br